Sucos cítricos auxiliam na prevenção das pedras nos rins - IUN - Instituto de Urologia e Nefrologia

17 4009-9191
Rua Voluntários de São Paulo, 3826
São José do Rio Preto / SP

Dicas de saúde

Sucos cítricos auxiliam na prevenção das pedras nos rins

A formação do cálculo renal, mais conhecido como pedra nos rins, em pessoas predispostas está ligada diretamente à alimentação. Uma dieta rica em proteína animal e sal e pobre em ingestão de água propicia seu aparecimento. De acordo com a cartilha do Departamento de Terapia Minimamente Invasiva da Sociedade Brasileira de Urologia, suco de frutas cítricas, como limão, protegem o organismo da formação de pedras renais.

“Para prevenir o problema, além da mudança de hábitos alimentares, é preciso fazer exercícios e perder peso”, afirma o urologista Sílvio Fernandes Timponi, coordenador do ambulatório de Cálculo Urinário da Universidade Federal de Minas Gerais.

Segundo os especialistas, saber a composição do cálculo é importante para definir uma dieta preventiva mais eficiente. Cerca de 80% das pedras são formadas por cálcio. Também existem os cálculos formados por ácido úrico.

Entre os tratamentos para o problema estão métodos endoscópicos pouco invasivos e energia laser para fragmentação de todos os tipos de cálculos urinários. “Além disso, tratamentos mais consagrados como a litotripsia extracorpórea (energia de onda de choque aplicada ao cálculo urinário sem cortes ou uso de endoscópios) também receberam contribuições tecnológicas que tornaram os métodos mais adequados ao paciente”, diz o urologista coordenador do Centro de Litotripsia AME-SBO/UNICAMP, Renato Nardi Pedro.

Dicas de prevenção:

  • Beba no mínimo 2 a 3 litros de líquidos por dia
  • Use o mínimo de sal possível no preparo dos alimentos e não adicione sal na comida
  • Prefira os alimentos integrais aos refinados
  • Consuma legumes cozidos ou crus e verduras de folha
  • Consuma pelo menos 3 a 4 frutas ao dia

Evite:

  • Azeitonas, bacalhau, salgadinhos, queijos amarelos, temperos e molhos prontos (catchup, mostarda, shoyu, caldos concentrados, molho inglês, sopas de pacote, cubos de caldos de carne e outros), produtos com glutamato monossódico, embutidos (salsicha, mortadela, linguiça, presunto, salame, paio, carne seca)
  • Conservas (picles, azeitona, aspargo, palmito, milho, patês, algas, chucrutes, maionese pronta)
  • Enlatados (extrato de tomate, milho, ervilha, seleta de legumes e outros)
  • Carnes salgadas (charque, camarão seco, defumados)
  • Salgadinhos para aperitivos (batata frita, amendoim salgado, castanhas, chips)
  • Bolachas salgadas, recheadas, margarina ou manteiga com sal, requeijão normal ou light
  • Café, bebidas achocolatadas e chocolate, chá preto, mate ou verde, espinafre, nozes, mariscos e frutos do mar. Esses alimentos contribuem para a formação de cálculos, pois são ricos em oxalato. Portanto, use com moderação.

    Fonte: Portal SBU